Banner Notícia

Acadêmico de Direito tem trabalho aprovado para apresentação em Universidade de Coimbra

O trabalho do acadêmico Lucas Câmara de Assis, do 7º período “A” noturno, orientado pelo professor Mestre Diego Coelho Antunes Ribeiro, do Curso de Direito das Faculdades Santo Agostinho (FASA), foi aprovado para apresentação no Simpósio nº. 03, do III Congresso Internacional de Direitos Humanos da Universidade de Coimbra: uma visão transdisciplinar, de 15 a 17 de outubro de 2018, na cidade de Coimbra/Portugal.

O tema do resumo científico é “As Dificuldades de Implementação da Técnica do Depoimento Sem Dano a Partir do Advento da Lei 13.431/2017”. Apenas 10 resumos foram selecionados para apresentação perante uma comissão avaliadora, formada por dois professores doutores em Coimbra.

Lucas Câmara se diz extremamente feliz e surpreso com a escolha do trabalho e disse que ele foi fruto de uma ousadia, persistência e determinação, sendo muito estimulado pela instituição no sentido de produzir o resumo e realizar o sonho de poder participar desse Congresso Internacional em uma das universidades mais antigas da Europa. “Preciso fazer primeiro a inscrição em até 10 dias, mas espero uma ajuda de custo para bancar as despesas da viagem. A coordenadoria do Curso de Direito já nos deu parecer favorável para ajudar nas despesas da viagem para Portugal já que o meu orientador precisa ir comigo, pois ele foi coautor do resumo”, destacou o acadêmico.

Sobre o tema proposto, o estudante explica que passou a gostar dessa problemática, quando, nas aulas do professor Diego Coelho, o assunto era sobre estupro de vulnerável e direitos das crianças e adolescentes. “Procurei o Projeto de Extensão e Tutoria (PET) da Faculdade que ajuda os alunos a desenvolverem resumos e artigos científicos. Busquei ainda ajuda com o professor Diego que me instruiu sobre o Depoimento Sem Dano, e semanalmente discutíamos sobre o tema. Seguimos as regras do edital, ele fazia as correções e complementações necessárias até finalizarmos o trabalho que foi encaminhado para o e-mail do congresso internacional, sendo selecionado para apresentação. Estou muito feliz com o resultado e pela aprovação”, finalizou o acadêmico.

Segundo o Coordenador executivo do Curso, prof. Dr. Rafael Soares Duarte de Moura, esse reconhecimento internacional de uma produção acadêmica de nosso discente demonstra a solidez de nossa formação, ressaltando a especial vocação do curso de direito para o fomento da pesquisa e da extensão. "Esse trabalho aprovado representará a todos nós, na medida em que denota a materialização de nossa missão institucional que se consolida pelo árduo trabalho dos professores e do esforço, sem medidas, de alunos comprometidos com a transformação pessoal por meio da construção coletiva do conhecimento" salienta o Coordenador.

 

Universidade de Coimbra

(*) A Universidade de Coimbra é uma das mais antigas ainda em operação no mundo, data de 1° de março de 1.290, além de ser uma das maiores universidades de Portugal. Composta por 3 polos, 8 faculdades e 18 museus, a instituição conta ainda com o Jardim Botânico e o Estádio Universitário de Coimbra. Foi criada pelo rei D. Dinis I quando assinou em Leiria o documento Scientiae thesaurus mirabilis, criando a universidade, o qual foi intermediado e confirmado pelo Papa. Fixada definitivamente em Coimbra em 1.537, sete anos depois todas as suas faculdades se instalam no antigo Paço Real da Alcáçova (denominado Paço das Escolas após a sua aquisição pela Universidade de Coimbra em 1597). Hoje, a Universidade de Coimbra conta com oito Faculdades (Letras, Direito, Medicina, Ciências e Tecnologia, Farmácia, Economia, Psicologia e Ciências da Educação, Ciências do Desporto e Educação Física) e cerca de 25 mil alunos.